Paulinha da Biola

UM BLOGUE INSUBMISSO, LEAL, SEM PLÁSTICAS E FRONTAL.

20.4.05

Quem sou?

Impressão Digital

Os meus olhos são uns olhos.
E é com esses olhos uns
que eu vejo no mundo escolhos
onde outros, com outros olhos,
não vêem escolhos nenhuns.

Quem diz escolhos diz flores.
De tudo o mesmo se diz.
Onde uns vêem luto e dores
uns outros descobrem cores
do mais formoso matiz.

Nas ruas ou nas estradas
onde passa tanta gente,
uns vêem pedras pisadas,
mas outros, gnomos e fadas
num halo resplandecente.

Inútil seguir vizinhos,
querer ser depois ou ser antes.
Cada um é seus caminhos.
Onde Sancho vê moinhos
D. Quixote vê gigantes.

Vê moinhos? São moinhos.
Vê gigantes? São gigantes.

António Gedeão

2 Comments:

  • At 20/4/05, Anonymous Your brother said…

    Bem vinda à blogoesfera querida amiga. Aguardo com impaciência a tua escrita séria e corajosa. Agora sim, vamos sentir o sabor de um blog ousado e atrevido.

     
  • At 20/4/05, Anonymous paulinha da biola said…

    My brother,
    não esperava outra coisa vinda de ti.
    Apesar de tudo, sabes o quanto sou atrevida, mas és capaz de não saber até que ponto serei ousada!
    Me aguardem...
    beijos
    Ana Paula Valente

     

Enviar um comentário

<< Home