Paulinha da Biola

UM BLOGUE INSUBMISSO, LEAL, SEM PLÁSTICAS E FRONTAL.

27.5.05

Portugal É Um "Escândalo"!...

Há quem diga que somos um País de brandos costumes. Direi que sim, não para fazer geito a alguém, mas, porque é minha convicção de que... somos mesmo! Melhor seria se assim não fosse...
Fazendo uma viagem ao passado, recordo os vários escândalos que marcaram Portugal. Escândalos que tanta tinta fizeram, ainda, fazem correr nos jornais... e "alimentam audiências das televisões.
D. Branca: Ficou na história de Portugal, conhecida como a "Banqueira do Povo", célebre por emprestar dinheiro a juros exorbitantes a pessoas de todas as classes sociais desde o início dos anos 70 até 1984. D. Branca juntou uma fortuna calculada em mais de 17 milhões de contos, abalando toda a estrutura bancária nacional. Chegou mesmo a provocar algumas convulsões políticas.
Hemofílicos contaminados: Desde 1984 que se mantem a polémica sobre o caso dos hemofílicos contaminados com o virus da SIDA. A ex-ministra da saúde [que em 2003 era vice-presidente da Assembleia da República], Leonor Beleza, é um dos nomes envolvidos.
Maria José Morgado, magistrada do Ministério Público, não se conformou quando o Tribunal da Relação de Lisboa decretou a prescrição do processo e alegou que o Estado ainda pode julgar a conduta dos arguidos até Fevereiro de 2007.
Incêndio do Chiado: Foi a 25 de Agosto de 1988 que o histórico incêndio fez desaparecer o património arquitectónico de uma das áreas nobres de Lisboa. Neste dia, o País parou chocado pelas imagens que se viam na TV. Ainda, hoje, se desconhece como tudo começou, a não ser que foi nos armazéns do GRANDELA e que bastaram uma dúzia de horas para que toda a zona do Chiado ficasse reduzida a cinzas...
O escândalo sexual de Tomás Taveira: Primeiro escândalo sexual do País após o 25 de Abril. a revista que publicou fotos que provavam o envolvimento de Taveira em filmagens hardcore com várias mulheres. Sem deixar margem para dúvidas, apesar do título da capa ser ilucidativo, "As loucuras Sexuais de Tomás Taveira", as frames das filmagens feitas às escondidas (?) causaram grande polémica e destruiram o casamento do arquitecto.
Zezé Beleza: Era um dos principais arguidos de um processo de corrupção que remonta a 1989. A Inspecção-Geral das Finanças detectou irregularidades relacionadas com projectos de construção civil e campanhas de publicidade do Ministério da Saúde. José Beleza, terá usado uma empresa fictícia para receber 40 mil contos, acabando por ser condenado a a quatro anos de prisão. Já Costa Freire, ex-secretário de Estado e principal autor da negociata, foi condenado a sete anos de prisão. Em Maio de 1990, Zezé Beleza fugiu de Portugal e só foi apanhado em Novembro de 1992.
"Gang do Multibanco": Em 1992, uma jovem foi raptada e assassinada por este "Gang". O grupo foi mais tarde acusado de raptar, violar e roubar mulheres, obrigando-as depois a revelar os códigos dos cartões. Foram capturados três anos depois.
Pedro Caldeira foge da justiça: Também em 1992, Pedro Caldeira (corrector da bolsa) escapou às "garras" da justiça, depois de ter protagonizado um enorme escândalo financeiro, que fez dezenas de credores. Voou de Madrid para Miami - EUA - mas foi detido pelo FBI num hotel de luxo em Atlanta, quase um ano depois. Extraditado para Portugal, foi indiciado pela prática de 17 crimes de abuso de confiança e 65 de burla agravada. Porém, oito anos depois, foi absolvido.
Padre Frederico: Na madrugada de 1 de Maio de 1992, Um jovem de 15 anos, era assassinado no Caniçal, na ilha da Madeira. As autoridades depressa ligaram a vítima a um sacerdote brasileiro, que estava implicado numa rede de pedofilia. O julgamento do Padre Frederico foi o primeiro a ter "honras"de transmissão em directo pela televisão. Apesar de se afirmar inocente, foi considerado culpado e condenado a uma pena de 12 anos de prisão pelo crime de homicídio, mais 18 meses pela homossexualidade tentada com o menor. Em Abril de 1998, aproveitando uma saída precária, fugiu para o Brasil onde vive com a mãe e o Estado português desistiu de o perseguir...
Morte no Aquaparque: Em Julho de 1993, duas crianças morreram no Aquaparque, em Lisboa (Restelo) sugadas pelas tubagens das piscinas. O caso deambulou pelos tribunais durante dez anos, uma vez que havia legislação clara sobre este tipo de estabelecimentos. Mas os pais de uma delas (o Frederico), não desistiram de lutar para que se fizesse justiça. Em 2002 conseguiram ver os seus esforços "recompensados, já que, numa decisão histórica, o Estado foi obrigado a pagar uma indemnização.
"Buzinão" na ponte: Em Junho de 1994, Luis Figueiredo, foi acidentalmente ferido a tiro (na ponte do Pragal, num confronto entre o corpo de intervenção da GNR e vários populares que se manifestavam contra o aumento das portagens (de 100 para 150 escudos) na ponte 25 de Abril. A situação começou a descontrolar-se quando várias pessoas assaltaram uma camioneta de fruta e começaram a lançá-la à Polícia, com o "buzinão" a aumentar aquela investida. Desde então, vive confinado a uma cadeira de rodas, onde continua à espera que seja feita justiça.
Rúbem Cunha: A criança que ao carregar num botão de um semáforo, no Campo Grande, faleceu em consequência do choque eléctrico que apanhou, a 10 de Julho de 1997 (três dias depois). Levado o caso a tribunal, foi arquivado pelo Ministério Público em 1999. Os pais de Rúbem conseguiram que o Tribunal de Instrução Criminal reabrisse o processo. Em Setembro de 2001, um fiscal da empresa que fazia a manutenção dos semáforos, foi condenado a dois anos e meio de prisão.
Queda da ponte Hintze-Ribeiro: Foi a 4 de Março de 2001, sob fortes chuvas, que a ponte que ligava Entre-os-Rios e Castelo de Paiva caiu e arrastou consigo um autocarro e três carros ligeiros. Morreram no total 59 pessoas, mas só 23 corpos foram encontrados e resgatados. Inquéritos feitos concluiram que a extracção de areias do rio e o estado de degradação da ponte foram factos determinantes para o acidente. O resultado de todo este processo foi injusto para com as famílias das vítimas...
Universidade Moderna: Pai e irmãos (Braga Gonçalves), e muitos outros nomes conhecidos, saltaram para a ribalta processo complicado. Muito dinheiro entrou nos "aventais"... José Braga Gonçalves foi condenado e está a cumprir (?) uns anitos de prisão.
Vale e Azevedo: O dinheiro também no centro dos vários processos, que "navegaram" (de Iate) pelos tribunais num rodopio de ora prende ora solta - dois minutos depois - volta a prender... As ilegalidades do costume ao longo de uns "pares" de anos! Hoje está em liberdade,
Escândalo Casa Pia:
(Sobre o qual não me pronúnciarei neste quadro de escândalos por razões óbvias. Sigam o meu blog e aí terão....mais e muitas informações!)
Corrupção na GNR; Apito Dourado; Caso Adelino Ferreira Torres; Fátima Felgueiras; "Chantagem" com Artur Albarram... E tantos outros escândalos, que são VERGONHAS NACIONAIS.
Quem não se lembra da "palavra de ordem" que deu alento ao 25 de Abril de 1974 - "O povo é quem mais ordena..."? Agora, volvidos 30 anos após a "Revolução dos Cravos", só me resta perguntar:
Onde está esse povo de "Garra"? Viciaram-se em escândalos e na violência? Eu sei que não é só aqui, é em todo o mundo. Mas é aqui que eu vivo, eu sou Portuguesa e como tal acho que - Os escândalos são aspirinas para a eterna dor de cabeça que é Portugal.

11 Comments:

  • At 28/5/05, Anonymous Carlos Silva said…

    A História de Portugal foi feita com orgulho, de Descobertas, Batalhas, Heróis e até Monstros.

    Hoje a história relatada pela Paula, é de angústias, burlões e vergonha!
    Quem for honesto, não consegue ir em frente, de cabeça erguida, sabendo quantos ainda sofrem por falta de Justiça!

    Tanta corrupção, tanto desvio, não só económico, político como moral!
    Segui atentamente os escândalos tão bem transcritos pela Paula, senti-me incapaz naquela altura e hoje de poder “ajudar” a alterar os factos. Sinto-me mal, comigo próprio, por saber que jovens como a Paula, tenham toda a razão em nos criticarem!
    Então se conseguimos (TODOS), lutar contra a ditadura fascista até à sua queda, não conseguiremos fazer nada contra este fascismo branqueado, com nome de Capitalismo Democrático?!!!

    Mas eu acredito e queria também que acredita-se, que o “Povo com Garra”, existe!
    As forças capitalistas, silenciaram-no (mas só a alguns) e um dia GRITAREMOS!
    É importante, que este texto seja lido e relembrado por muita gente (Povo), que fiquemos com vergonha, da desonra da nossa Justiça, tão INJUSTA!
    Estamos em divida para com a Juventude. Afinal, prometemos um Portugal mais justo!!!
    Mas ainda há Cravos de Abril em Portugal! A Paula é um Cravo de Abril!
    Inteligência, coragem e Garra, não lhe falta.
    Não desista, nós estamos na sua/vossa retaguarda.

    Um forte abraço,

    Calos Silva

     
  • At 29/5/05, Anonymous Paulinha da Biola said…

    O meu muito obrigado.
    São palavras como as do senhor Carlos Silva que nos vão dando alento e mais coragem para lutarmos por um Portugal Melhor.
    Ana Paula Valente

     
  • At 6/6/05, Blogger Alte Pinho said…

    O breloque fascista

    António Serzedelo, presidente da Opus Gay, foi proibido (é assim mesmo, não é nenhum engano!) de participar no tradicional desfile de homossexuais que este ano ocorre na tarde de 25 de Junho, em Lisboa.

    Por detrás da proibição estão uns “democratas” engajados ao chamado “Bloco de Esquerda”, que pelos vistos se consideram os patrões da liberdade individual.

    Não é nova esta atitude bloquista. Num passado recente tentaram (sem nenhum êxito, aliás) “engolir” a ACED, associação da qual sou fundador e activista.

    Independente das nossas orientações sexuais é importante não deixar sem resposta os novos patrões da cidadania. Até porque António Serzedelo é uma referência cívica da sociedade portuguesa, que desde a primeira hora, ao contrário de outros que vergonhosamente insultaram as vítimas, denunciou e tomou posição contra o abuso sexual de crianças.

    A melhor atitude que se pode adoptar é manifestar a nossa solidariedade a Serzedelo, participando com ele no referido desfile, mostrando ao Bloco que atitudes de natureza fascista só podem ter um destino: o caixote do lixo!

     
  • At 6/6/05, Anonymous Carlos Silva said…

    B quê ???

    Ainda bem que neste "quintal à beira mar plantado", que é no litoral, não temos essas guerras!
    Se um casal é homossexual, lésbica ou heterossexual, logo que não se metam na vida de ninguém!!! Então tinha algum jeito deixar de ter amigos/as, só porque vivem com a, b, ou c ?
    Depois, há aqueles que todos sabem que eles são ou andam, mas não querem que ninguém saiba... tudo bem!
    Acreditem que não é por isso que eles não fazem uma vida normal.
    Corta-se na casaca a todos, seja a quem for, pois é uma terra pequena.
    Não gosto é de ver “pavões” seja a tendência que tiverem mas, Carnavais... Discrição.Mas na vida de todos nós, no nosso dia a dia.
    Mas compreendo e aceito, que no desfile homossexual, tenha de haver “provocação”, pois se assim não fosse, ainda hoje muita coisa estava escondida, muitas coisas não eram faladas com tanta naturalidade.
    Nunca vi o desfile, só na TV. Se estivesse em Lisboa é claro que iria ver!
    Dr. António Serzedelo, sei que é um intelectual, um grande comunicador, um lutador, mas não o conheço.
    Quanto aos Bloquistas, tenha calma. Eles devagar estão a demonstrar que de democratas nada têm! E mal começaram o reinado, já andam ao estouro lá dentro. O último a rir é o que ri melhor!

    Para a Paula e Alte Pinho

    Um forte abraço
    Carlos Silva

     
  • At 7/6/05, Anonymous Anónimo said…

    Ó Paulinha, então, calaram-te o pio?
    Precisamos da tua viperina opinião!

     
  • At 7/6/05, Anonymous Paulinha da Biola said…

    Ó vizinho "anonymous", a mim ninguém me corta o pio... por mais que tentem continuarei sempre a piar. Agora mais "vagarinho" porque ando muito cansada...

    *****************************
    Para ti Amigo Alte Pinho,
    se não me falha a memória, já o ano passado este desfile criou polémica devido a imposições e proibições de governantes "muito machos" (tanto da direita como da esquerda)que fazem transpirar para fora dos bastidores a sua heterossexualidade, quando por detrás das cortinas... Ai ai (são tantos os que eu conheço mas que não se assumem) até mete dó!
    António Serzedelo sabe que estou com ele na sua luta de igual modo, ele, independentemente de tudo, está comigo na luta contra a pedófilia que quizeram associar à homossexualidade.
    Estarei com eles sim, solidária sempre, porque tomara muitos "heteros de faxada" amar as crianças como eu conheço muitos gays que as amam, defendem e até por elas dão a vida.
    Na minha liberdade ninguém manda e serei sempre aquilo que quero ser;
    Pela justiça e que se defendam os direitos humanos identendentemente da condição social, do estatuto que tenham... até da orientação sexual que tenham desde que não sejam "monstros" pedófilos, a quem eu gostaria de ver a desfilar para a entrada de uma cadeia qualquer.

    António, estou contigo, olha que "vale a pena lutar". Isto, eu aprendi ao longo da vida... convosco amigos.
    Beijos para todos e muito obrigada pela coragem que me vão tranmitindo com vossos comentários.
    Ana Paula Valente

     
  • At 11/5/06, Anonymous Juanito said…

    Pedro Caldeira era corretor e não corrector. A actividade é corretagem e não correcção...

     
  • At 6/2/07, Anonymous Anónimo said…

  • At 16/2/07, Anonymous Anónimo said…

    That's a great story. Waiting for more. » » »

     
  • At 5/8/07, Blogger Jose Martins said…

    Oi Paulina,
    Gostei das tuas tretas laretas!
    És a maior!
    Bjocas larocas
    José Martins

     
  • At 7/9/10, Blogger A Mitra said…

    Continuamos todos a ter memoria menos longa! Será que já conseguimos esquecer a morte horrorosa de Laura Borges (devorada por ratazanas) na Mitra em Lisboa?
    Mário Soares, Leonor Beleza, e Amândio de Azevedo poderão eventualmente estar livres da "justiça" por (eles feita)... Mas sempre existiu a "outra"

     

Enviar um comentário

<< Home